terça-feira, 7 de maio de 2013

Experiência no campo missionário

JMM - Missões Mundiais
Por Sabrina Souza

O envio de caravanas aos campos missionários, permite à Junta de Missões Mundiais viabilizar o contato de adotantes, intercessores e vocacionados com a realidade transcultural. A experiência é marcante para vida tanto de quem segue ao campo, quanto para a de quem recebe o voluntário. Josué Selayaran, um dos voluntários que seguiu para o Haiti em outubro de 2012, procurou a JMM para relatar todas as emoções que viveu ao longo dos 12 dias que passou no país mais pobre das Américas e onde ainda há muitos seguidores do vodu.


“Esta viagem foi um verdadeiro milagre em minha vida. Eu não tinha recursos suficientes para seguir com o grupo. Porém, o nosso Deus, que é tão maravilhoso e surpreendente, cuidou de cada detalhe. Ele providenciou todos os meios para que eu pudesse estar naquele país realizando a vontade Dele".

Impactado pela falta de estrutura, pela precariedade do país, Josué se compadeceu daquele povo. Mas, ao ver o lindo trabalho feito pelo casal missionário André e Verônica Bahia, ver pastores e líderes haitianos, todos juntos lutando pela renovação do país, lhe deu ânimo, e despertou nele um amor pelos haitianos. A partir desse momento, se sentiu mais motivado a trabalhar e orar por aquela gente. Ele pensar até mesmo em um dia voltar ao país.

Durante o período que esteve no Haiti, Josué e os demais voluntários desenvolveram atividades de capelania, intercessão, saúde, educação infantil, artes e esportes. Em cada uma delas, era ministrado um treinamento básico aos líderes locais, para que ao encerramento e retorno da caravana ao Brasil, eles pudessem dar continuidade ao serviço.

Josué conta que uma das experiências que mais o marcou foi a visita a um orfanato, ocupado em sua maioria por crianças que perderam seus pais no terremoto de 2010. “Cada sorriso daquele era uma injeção de ânimo”.

Para ele, o trabalho desenvolvido produzirá frutos imensuráveis. Essa viagem missionária foi um divisor de águas em sua vida. “Todo cristão deveria fazer uma viagem missionária, seja internacional ou em seu próprio país. Essa uma experiência altamente impactante”, contou Josué.

A análise de Josué a respeito de missões é bem clara e objetiva: “A igreja que oferta, ora e mobiliza, deveria também enviar missionários para o campo, ainda que seja em curto prazo. Esse é o cumprimento da missão.”.
Postar um comentário