sábado, 30 de março de 2013

General brasileiro assume comando da missão de paz da ONU no Haiti

Terra Brasil
Agencia EFE

O general brasileiro Edson Leal Pujol tomou posse nesta quinta-feira como chefe do contingente militar da Missão das Nações Unidas para a Estabilização do Haiti (Minustah) por um período de 12 meses.

Leal Pujol, de 58 anos, assumiu suas novas funções em cerimônia liderada pelo enviado especial das Nações Unidas e chefe da Minustah, Nigel Fisher.

Fisher declarou que a posse do general brasileiro é uma "importante" tradição militar que representa a transferência formal da autoridade e responsabilidade de um comandante-em-chefe a outro.

"Também é um símbolo de compromisso e continuidade do trabalho da missão e da consolidação da paz", acrescentou o diplomata canadense.

Fisher assegurou que Leal Pujol continuará o bom trabalho que realizou seu antecessor, o também general brasileiro Fernando Rodrigues Goulart.

Goulart disse, por sua parte, que apesar das dificuldades foi capaz de trabalhar com profissionalismo, ao mesmo tempo em que expressou sua alegria por ter servido no Haiti. O alto oficial foi condecorado por Fisher com a Medalha das Nações Unidas.

O general Pujol nasceu em Dom Pedrito, Rio Grande do Sul, e se incorporou ao Exército em 1971. Antes de ser enviado ao Haiti foi chefe do centro de inteligência do Exército em Brasília.

Pujol Leal é casado e tem três filhos.
Postar um comentário