quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

Saúde envia 2 milhões de doses de vacinas ao Haiti

A ação faz parte da cooperação internacional firmada entre Brasil, Cuba e Haiti para ajudar na recuperação dos estragos causados pelo terremoto de 2010.


Mariana Tokarnia




Brasília - O Ministério da Saúde enviou 2 milhões de doses de vacina ao Haiti para fortalecer o programa de imunização no país. A ação faz parte da cooperação internacional firmada entre Brasil, Cuba e Haiti para ajudar na recuperação dos estragos causados pelo terremoto de 2010. A remessa inclui as vacinas BCG (Bacilo Calmette-Guérin) – usada na prevenção de formas graves de tuberculose –, as de combate à poliomielite, a DPT (difteria, tétano, coqueluche) e a DT (difteria e tétano), além de 260 mil seringas.

Com a ação, o Brasil totaliza o envio de 6 milhões de vacinas só em 2012, e 8,7 milhões desde 2010, quando começou a cooperação tripartite Brasil-Cuba-Haiti.

A pasta lançou também uma ação de reforço para a reestruturar a vigilância epidemiológica no Haiti. As medidas incluem contratação de profissionais especializados na prevenção e controle de doenças transmissíveis e apoio operacional, financeiro e material. Também foram adquiridos equipamentos como notebooks, impressoras, telefones celulares e 11 veículos.

Além disso, o governo brasileiro financiou a reconstrução de dois laboratórios responsáveis pelo diagnóstico da malária, dengue, tuberculose, hanseníase e do cólera, além do controle de vetores e insetos. Nos próximos anos, deve ser concluída a construção de três hospitais e um centro de assistência a pessoas com deficiência.

Para as vacinas, foi investido US$ 1,4 milhão o equivalente a aproximadamente R$ 2,9 milhões. Para as demais iniciativas, foram destinados cerca de R$ 2 milhões. Até 2014, está prevista a aplicação de aproximadamente R$ 5 milhões na formação de profissionais.
Postar um comentário