segunda-feira, 12 de novembro de 2012

O Haiti é fascinante!

Em contraste com as carências, a alegria de um povo. Estar no Haiti é caminhar na direção certa da parábola do bom samaritano, da parábola, não do samaritano. As construções são diferentes, bem identificadas pelo missionário Pr. André Bahia. Os carros, de tão amassados pelas batidas já não tem nenhuma auto-estima, portanto não há nenhum orgulho neles.

A igreja está caminhando. O país tem potencial para crescer, e quem pensa em animá-los pode ficar surpreso, e sair dali animado.

Fazem tudo que podem com muito pouco. Povo criado pelo mesmo criador que fez você. O que mais me fascina é poder deixar tão pouco e significar tanto no meu e no seu coração. Como nos faz bem partilhar aquilo que Deus nos deu. Somos tão ricos, temos tanto.

Quando chegamos no Haiti e mergulhamos nos trabalhos, esquecemos os problemas que deixamos no Brasil, as preocupações.

Quando ali chegamos devemos entregar a direção de cada um dos nossos passos nas mãos do Espírito Santo.

O sorriso é o nosso cartão postal, a gentileza, o cuidado com nossos olhares, gestos e a sabedoria do silêncio é como pedra preciosa.

Não devemos falar a este povo como são as nossas churrascarias e exaltar os nossos pontos fortes, mas nos aproximar com humildade e amor, e falar de Jesus. Se você observar atentamente verá Deus agindo ao seu redor nas pequenas coisas. Eles nos dão aquilo que não tem, um povo que é um paradoxo, pois não tinham nada e perderam tudo.

Você que teve o privilégio de conhecer o Haiti e pensa em voltar um dia, lembre-se dos sorrisos que você colheu, guarde-os em seu coração. Eles sorriem sim porque Deus é maravilhoso e foi Ele quem os criou. Deus fará a colheita ser boa no Haiti porque um povo amoroso tem se disposto a mostrar a verdadeira luz do Senhor. Não dá para não amar o Haiti.

Ame sem reservas!

Abraços

Adriana Zanatta
Líder no 5º Conexão Haiti
Outubro 2012
Postar um comentário