quarta-feira, 23 de maio de 2012

Haiti: Projeto transforma lixo em eletricidade

Boas Notícias



Após o terramoto de 2010, o Haiti tem enfrentado sérios problemas sanitários devido à falta de recolha de lixo das ruas e de saneamento básico. Agora, uma empresa norte-americana poderá ajudar a minimizar o problema, através de um projeto que vai transformar o lixo das ruas em eletricidade.

O governo do Hati assinou um acordo com a empresa norte-americana Electric Power (IEP) para a recolha do lixo das ruas, particularmente da capital Port au Prince, que depois será transformado em eletricidade limpa.

Esta iniciativa insere-se nos esforços de reconstrução do país após o sismo devastador de 2010. O lixo tem vindo a acumular-se nas ruas da cidade de Port au Prince e nem a ajuda internacional tem conseguido resolver a situação.

A nova parceria público-privada entre o governo haitiano e a IEP, que decorre sob o nome de Phoenix Project, promete tirar os resíduos das ruas e diminuir a dependência do Haiti dos combustíveis fósseis estrangeiros.

Três mil toneladas de lixo por dia

De acordo com o comunicado emitido pela IEP, numa fase inicial prevê-se que o projeto gere 1.800 postos de trabalho imediatos na central a construir numa área de 160 hectares. No final da operação, que deverá durar cerca de 30 anos, terão sido criados mais de 10 mil empregos e poupados mais de 3,1 mil milhões de euros em energia.

Embora exija um investimento de 196 milhões de euros, o retorno acabará por cobri-lo. Este novo sistema vai processar mais de 3 mil toneladas de resíduos por dia, capazes de produzir 720 MWh de eletricidade sustentável diária, o suficiente para 75 mil casas.

A empresa espanhola Ros Roca, principal fornecedora europeia de gestão de resíduos, e a Boucard Waste Management, responsável, há duas décadas, pela gestão de resíduos em Port au Prince, juntam-se ao governo e ao IEP nesta iniciativa, responsabilizando-se pela recolha dos resíduos municipais.
Postar um comentário