quinta-feira, 26 de abril de 2012

Pequenos dão grande exemplo

JMM - Missões Mundiais
Por Marcia Pinheiro 26 de abril de 2012

As crianças da classe Leão de Judá, da Escola Bíblica Dominical da Igreja Batista Missionária Emanuel, emManaus/AM, são um grande exemplo de que todos podemos fazer Missões orando, contribuindo ou seguindo ao campo missionário.

Segundo a professora da classe, Andressa Sarmento, quando a igreja assumiu no início do ano que cada classe adotaria um missionário ou projeto de Missões Mundiais, seu sonho havia se tornado realidade.

Antes, a professora já havia encorajado seus alunos a orarem pela Escola Estrela Brilhante, no Senegal, coordenada pela missionária Maria Ivonete.

Este ano, a classe passou a adotar o projeto PEPE Haiti, que em janeiro abriu suas duas primeiras unidades neste que é o país mais pobre das Américas. A professora, que também é coordenadora estadual e conselheira das Mensageiras do Rei em sua igreja, buscou dados sobre o projeto com Missões Mundiais e repassou as informações para a classe.

Durante a pesquisa, a professora conheceu as dificuldades do povo haitiano e suas necessidades espirituais, principalmente das crianças.

“Foi naquele momento que Deus falou ao meu coração e tive a certeza de que era sobre o PEPE Haiti que eu deveria falar no momento missionário com as crianças da EBD”, disse a professora Andressa.

Durante todo o mês de Campanha, ela incentivou seus alunos a orarem e contribuirem com Missões. Ela acredita que as crianças, ainda que não possam ir a um lugar distante, podem fazer missões na sua casa, na sua escola, na sua rua...

“Os professores de classes infantis de EBD precisam transmitir a visão missionária para nossas crianças de uma forma que as ensinem a amar e fazer Missões”, considera a professora.

Andressa louva e agradece a Deus porque sua classe ultrapassou o alvo financeiro da Campanha 2012 de Missões Mundiais, "Eles precisam de Cristo, a paz que liberta", e adotou o PEPE Haiti através do Programa de Adoção Missionária (PAM).

“No encerramento da campanha de Missões Mundiais em nossa igreja, a classe Leão de Judá foi convidada a testemunhar da adoção que fez. Isso incentivou as demais classes a fazerem o mesmo. E o que é mais legal é que nossa igreja ultrapassou o seu próprio alvo”, revela.

Algumas crianças decidiram compartilhar seu amor por Missões

Anna Katarina Granjeiro, 11 anos: “Meu sonho é ser missionária, porque eu gosto de ofertar e amo a Palavra de Deus. Estou aprendendo muito sobre o que é Missões e a importância de orar e contribuir. Fico muito feliz por ajudar na construção de um novo PEPE no Haiti e estarei orando para que Deus abençoe esse projeto e a todos de Missões Mundiais.”

Larissa Lima Sarmento, 10 anos: “Tenho aprendido a amar missões e quando crescer quero ser missionária pra falar de Jesus às crianças. Para alcançar meu alvo para Missões, vendi bombons na escola. Eu gosto de contibuir e quero ajudar a construir mais 20 PEPEs e ajudar os missionários de todo o mundo. Missões pra mim é obedecer a ordem de Jesus, que é falar Dele às pessoas que não O conhecem. E tenho aprendido isso desde pequenininha com meus pais.”

Karen Almeida Fontenelle, 8 anos: “Eu e minha igreja estamos orando todos os dias por Missões Mundiais. Fomos desafiados a orar todos os dias pela coordenadora do PEPE Haiti. Recebemos uma bandeirinha com sua foto e os motivos de oração. Quando cheguei em casa, grudei a bandeirinha bem na minha cama pra não me esquecer de orar. Tenho aprendido a importância de falar de Jesus para as pessoas e a amar Missões.”
Postar um comentário