sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

Haiti deve sofrer com mais terremotos, dizem cientistas norte-americanos



Cientistas nos Estados Unidos informaram nesta quinta-feira (26) que o Haiti deve se preparar para mais terremotos, como o que devastou o país há dois anos. A conclusão está no Boletim da Sociedade Sismológica da América. De acordo com as análises, o terremoto de 12 de janeiro de 2010 marca o início de um novo ciclo de fortes tremores na região.

Segundo os pesquisadores, registros históricos mostram que a Ilha de Hispaniola - que é dividida entre o Haiti e a República Dominicana – vive períodos de grandes terremotos e fases duradouras de calmaria.

No terremoto de janeiro de 2010, cerca de 220 mil pessoas morreram no Haiti. O país ficou destruído e até hoje as consequências estão presentes no cotidiano dos haitianos. O governo do presidente Michel Martelly apela à comunidade internacional para manter o apoio financeiro à região. Do contrário, dizem os haitianos, é impossível reconstruir o país.

A presidente Dilma Rousseff viajará para o Haiti no próximo dia 1º. No que depender do Brasil, o apoio aos haitianos será ampliado. A ideia é intensificar as parcerias em vários setores – tecnológico, agrícola e energia.
Postar um comentário