quarta-feira, 9 de novembro de 2011

Senado aprova novo embaixador do Brasil no Haiti

G1

Diplomata José Luiz Machado e Costa estava no Suriname.
Senado também aprovou Marcelo Baumbach para o Suriname.

Iara Lemos
Do G1, em Brasília

O plenário do Senado aprovou nesta quarta-feira (9) o nome do diplomata José Luiz Machado e Costa para assumir o comando da embaixada do Brasil no Haiti.

Machado, que estava atuando na embaixada do Suriname, deve assumir no Haiti no começo de 2012 para um mandato de três anos. O então embaixador do Brasil no país caribenho, Igor Kipman, será deslocado para a embaixada da Suiça.

Antes de ter o nome aprovado no plenário do Senado, Machado e Costa foi sabatinado pela Comissão de Relações Exteriores da Casa, no final de setembro. Na sabatina, o Costa reforçou a necessidade de um trabalho conjunto entre diplomatas e militares brasileiros no Haiti.

O Brasil comanda, desde 2004, a Missão das Nações Unidas para a Estabilização no Haiti (Minustah). Por meio da Agência Brasileira de Cooperação, o Brasil realiza ações de cooperação técnica no país em diferentes áreas, como agricultura e segurança alimenta.

Em setembro, o ministro da Defesa, Celso Amorim, afirmou que o Brasil deve começar a retirada parcial das suas tropas do Haiti a partir de março de 2012.

Cerca de 200, dos mais de 2 mil militares brasileiros que atuam no país, devem deixar o Haiti. Segundo o governo, o objetivo é retirar militares que estavam no Haiti antes do terremoto de janeiro de 2010.

Nesta quarta (9), o ministro Celso Amorim participou de audiência na Comissão de Relações Exteriores da Câmara e foi indagado sobre o assunto. "Não se justifica manter um número tão grande [de militares no Haiti] e, ao mesmo tempo, é preciso que o governo eleito [do Haiti] assuma as tarefas, inclusive as tarefas de polícia", afirmou o ministro.
Postar um comentário