quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Haiti inicia retirada de acampamentos para desabrigados


27 de setembro de 2011 • 21h52 • atualizado às 22h11

O secretário-geral adjunto da ONU e diretor do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud) para a América Latina e o Caribe, Gerardo Muñoz, disse nesta terça-feira que seria um grande triunfo retirar os acampamentos improvisados que permanecem em Porto Príncipe, no Haiti, desde o terremoto do ano passado.

Após uma visita de dois dias ao país, Muñoz afirmou à Agência Efe que realizar essa tarefa é uma missão muito importante para o governo haitiano, que prometeu oferecer condições satisfatórias de moradia para 30 mil desabrigados.

O projeto do governo, chamado "16-6", pretende reconstruir 16 bairros da capital e remover seis acampamentos. Os trabalhos serão financiados com US$ 30 milhões da Comissão Interina para a Reconstrução do Haiti e deverá ser concluído em 30 meses.

Muñoz esteve no Haiti para conversar com presidente do país, Michel Martelly, sobre ações da ONU. O Pnud está trabalhando no processo de remoção de 10 milhões de metros cúbicos de escombros deixados pelo terremoto.

"O objetivo é que 60% desse material seja removido este ano, o que auxiliará na reconstrução dos bairros afetados. Para isso, devemos atuar com maior velocidade", disse secretário-geral adjunto.
Postar um comentário