quarta-feira, 24 de agosto de 2011

Brasil entrega ambulâncias e medicamentos ao Haiti

PantanalNews - Portal de Notícias do Mato Grosso do Sul:


Ministério da Saúde envia 30 veículos 4X4 equipados com suporte básico de atendimento e 360 toneladas de soro para tratamento de cólera para a população haitiana

Chegaram nesta semana em Porto Príncipe 360 toneladas do soro Ringer Lactato, um medicamento essencial para o tratamento dos casos graves e moderados de cólera, e 350 mil equipos (itens completos para aplicação do soro) prontos para uso, doados pelo Ministério da Saúde do Brasil para o combate ao cólera no Haiti.

Com a doação poderão ser tratados cerca de 50 mil casos moderados e graves de cólera, principalmente em Porto Príncipe, região de grande concentração populacional, onde muitas famílias estão vivendo em acampamentos, após o terremoto de 12 de janeiro de 2010. Os medicamentos e insumos serão armazenados para distribuição no Programa de Medicamentos Essenciais da Organização Pan-Americana da Saúde do Haiti e serão distribuídos de acordo com a necessidade apresentada pelo Ministério de Saúde Pública e da População do Haiti.

Além disso, na semana passada foram desembarcadas em Porto Príncipe 30 ambulâncias doadas pelo Ministério da Saúde para apoiar o desenvolvimento de um sistema de urgência e emergência para o Haiti. As ambulâncias do tipo 4X4 incluem equipamento básico de atendimento. Além das ambulâncias, o Brasil também ofereceu capacitação técnica do Serviço de Atendimento Móvel de Urgências (Samu). “Essas ambulâncias serão vinculadas ao Sistema Nacional de Transporte do Haiti, que ainda não existe, mas que o Projeto Tripartite colocou na agenda haitiana”, explica o embaixador Eduardo Botelho Barbosa, chefe da Assessoria Internacional do Ministério da Saúde do Brasil.

As ambulâncias, que custaram R$ 3,86 milhões e os insumos para tratar o cólera, que custaram R$ 800 mil, foram adquiridos com recursos extraordinários do Ministério da Saúde aprovados pelo Congresso no ano passado, conforme a Lei 12.239, para operações de assistência especial no exterior e assistência humanitária ao Haiti, em iniciativas voltadas para a saúde.

A compra foi planejada pelo Projeto de Cooperação Sul-Sul de Fortalecimento da Autoridade Sanitária do Haiti – o Projeto Tripartite. Iniciado em março de 2010, o Projeto Tripartite Brasil-Haiti-Cuba de fortalecimento do sistema de saúde e de vigilância epidemiológica contará com cerca de US$ 70 milhões investidos pelo Brasil em ações de saúde no Haiti.

As iniciativas atendem também aos compromissos assumidos pelo Brasil quando da assinatura do Memorando de Entendimento Brasil, Cuba e Haiti para o fortalecimento do sistema de saúde e de vigilância epidemiológica no Haiti, firmado em 27 de março de 2010, em Porto Príncipe. Com o memorando, os Ministérios da Saúde dos três países se engajaram juntos na reconstrução do Haiti, após o terremoto do ano passado.

Salientando que o compromisso do Ministério vai muito além da assistência médica, o embaixador Eduardo Botelho Barbosa, chefe da Assessoria Internacional do Ministério da Saúde do Brasil, considera que o Brasil está contribuindo muito com o processo de fortalecimento do sistema de saúde haitiano. “O modelo de cooperação do tipo Sul-Sul é inovador e, a partir dele, levamos a experiência da construção do Sistema Único de Saúde do Brasil, que é universal, integral, hierarquizado e participativo, para a reestruturação do sistema de saúde haitiano, respeitando a soberania do povo do Haiti”, avalia. Eduardo Botelho Barbosa lembra ainda que as doações atendem a uma demanda feita ao governo brasileiro pelo Ministério de Saúde Pública e da População do Haiti.


Por Débora Pinheiro, da Agência Saúde
Atendimento à Imprensa
(61) 3315-2351/3580
Postar um comentário