sexta-feira, 10 de junho de 2011

Programa de Avicultura Familiar de Alagoas vai ser utilizado na África e Haiti

aquiacontece.com.br


O governador Teotonio Vilela Filho assinou nessa quinta-feira (9), o convênio que garante a execução do Programa de Avicultura Familiar (PAF), beneficiando inicialmente 6 mil famílias de agricultores em nove municípios alagoanos. Os recursos são do Fundo Estadual de Combate e Erradicação da Pobreza (Fecoep) e somam quase R$ 1,3 milhões, que devem ser empregados na promoção do desenvolvimento sustentável regional, por meio da criação e industrialização de ovos, carnes de frango caipira e aves rústicas.
“É muito importante para um Estado como Alagoas ter a fixação do homem no campo e a otimização da agricultura familiar. No Estado temos vários programas nesse sentido”, disse o governador. Teotonio ressaltou o trabalho desenvolvido pelos parceiros do programa na potencialização do uso da matéria prima local para aumentar a produção de alimentos. “A utilização da tecnologia deve baratear custos da ração oferecida às aves”, disse o governador.
A parceria foi iniciada em 2010 entre o Estado de Alagoas, o Sebrae/AL e as instituições privadas Globoaves – empresa multinacional líder na produção de ovos férteis e pintos de um dia para corte e postura – e a Novus, empresa norte americana de referência para a nutrição animal.
Por meio do programa, cada família beneficiada recebe 60 pintos melhorados, que atingem peso para abate em pouco tempo, sendo 30 machos e 30 fêmeas. Recebe ainda ração, vacinas, treinamento em manejo e assistência técnica. “O objetivo é garantir melhoria da alimentação dessas famílias e incremento da renda, por meio da venda do excedente de frangos e ovos”, explicou o secretário de Estado da Agricultura e do Desenvolvimento Agrário, Jorge Dantas.
Ainda de acordo com o secretário, os recursos serão utilizados na construção de um aviário pulmão, uma fábrica de ração e na aquisição de mais pintos, rações, vacinas e contratação de assistência técnica e de treinamento em manejo para as famílias beneficiadas. As capacitações para os produtores serão viabilizadas com recursos do Sebrae/AL, na ordem de R$ 250 mil.
Projeto-piloto tem resultados positivos - Uma unidade demonstrativa do Programa de Avicultura Familiar (PAF) foi instalada no município de Santana do Ipanema, em 2010, para um grupo de 100 famílias de agricultores, todas identificadas de acordo com o perfil de renda e aptidão para lidar com a atividade. Elas receberam 60 aves cada, já nutridas e saudáveis, uma vez que passaram um mês no aviário pulmão da Unidade de Avicultura da Universidade Estadual de Alagoas (Uneal). A unidade recebeu ontem a visita dos técnicos do governo estadual e dos representantes das multinacionais ligadas à avicultura.
Após a visita, o presidente da Novus Internacional, o norte-americano Thad Simons, agradeceu a oportunidade de participar do programa do governo alagoano. “Há dois anos, não imaginava que ia ver o que vi hoje, com famílias já criando aves e gerando alimentos”. O diretor da Globalaves no Paraná, Roberto Kaefer, disse que o projeto social pode ser considerado um projeto econômico. “Vimos hoje um projeto que inicialmente visava combater a fome, agora virou uma possibilidade econômica para ampliar a renda familiar”.
O diretor de negócios da Globoaves, Marcos Bertoli, disse que o sonho virou realidade. “Hoje vimos a importância desse programa e o que fizemos acontecer aqui vai ser apresentado ao mundo como exemplo, inicialmente para a África, com a visita em breve da primeira-dama de Moçambique a Santana do Ipanema para conhecer o programa e para 45 mil famílias no Haiti”.
Os prefeitos dos municípios de Olivença, Jorginaldo Vieira de Menezes e São José da Tapera, Jarbas Pereira Ricardo, assinaram o termo de compromisso que garante a adesão dos municípios ao PAF, representando também as prefeituras de Santana do Ipanema , Pão de Açúcar , São José da Tapera, Olho D`Água das Flores, Olivença, Senador Rui Palmeira, Ouro Branco, Maravilha e Dois Riachos.
Também participaram da assinatura, o secretário da Ciência, Tecnologia e Informação, Eduardo Setton; o Secretário adjunto do Planejamento e Desenvolvimento Econômico, Keylle Lima; Tadeu Muritiba, vice- presidente do ICTAL; o Superintendente de Desenvolvimento Agropecuário, Hibernon Cavalcante e o Superintendente do Instituto Euvaldo Lodi, Hélvio Vilas Lobos.
por Agência Alagoas
Postar um comentário