segunda-feira, 6 de junho de 2011

Luta entre crocodilos e camponeses no Haiti após as enchentes

orto Príncipe, 6 jun (Prensa Latina) Uma intensa luta a paus e dentes caracterizou hoje a localidade de Thomazeau (nordeste), onde os camponeses se bateram com dezenas de ceocodilos que tentavam se comer o gado.

  Os crocodilos começaram a passear livremente desde o passado domingo por essa região fronteiriça com Dominicana, inundada após a enchente do lago Azuei, o maior deste país caribenho.

Embora dezenas de pessoas vivem em esse lugar, os animais encontraram muitas das choças vazias, pois um comando de forças internacionais precisou evacuar ontem a mais de 50 residentes pelo alto nível atingido pelas águas.

Mas outro grupo de pessoas preferiu ficar em suas moradias pese às inundações, por temor a roubos ou a que os crocodilos se comessem suas rêses, frangos e porcos.

Armados de estacas longas e sem escutar as alertas das autoridades, os residentes montaram guardas desde a noite de ontem para evitar os ataques.

O lago, também conhecido como Étang Saumtre, começou a se encher desde o passado 25 março, e já chegou, inclusive, aos escritórios das direções de Migração e Alfândegas localizadas na zona fronteiriça.

Segundo autoridades da Dominicana, o passo entre os dois países permanece fechado nesta segunda-feira, dia em que acontece o traspasso de mercadorias entre ambos os países.

As chuvas, por uma depressão tropical em águas do Caribe, provocaram ao menos cinco mortes no Haiti e uma na nação vizinha, onde a comunidade de Mal Paso também foi inundada pelo Azuei.
Postar um comentário