quinta-feira, 28 de outubro de 2010

República Dominicana reabre mercados na fronteira com o Haiti

País, no entanto, mantém controles sanitários para evitar transmissão de cólera na região

26 de outubro de 2010 | 22h 25

estadão.com.br
Doentes atentidos pelo hospital  St. Nicholas, en St. Marc
SANTO DOMINGO- A República Dominicana autorizou nesta terça-feira, 26, a reabertura dos mercados na fronteira com o Haiti, mas ainda mantém estritos controles sanitários contra a transmissão de cólera que já matou ao menos 295 pessoas no país vizinho. As informações são da agência de notícias AFP.
Segundo o ministro de Saúde dominicano, Bautista Rojas, foram estabelecidos controle em toda a faixa fronteiriça, que permitirão a realização dos mercados binacionais.
O comércio entre os dois países, que ocorria às segundas e sextas, foi suspenso ontem como medida de precaução ante o surto de cólera no Haiti, que já registrou 3.612 casos da doença, sendo o primeiro na capital hoje.
Para entrar na República Dominicana, as pessoas devem primeiro lavar e desinfetar as mãos e depois preencher um questionário médico. Também são mantidos os controles para evitar a entrada de pessoas sem documentos, exigindo um visto dos haitianos.
Nos mercados, que ocorrem em cinco pontos fronteiriços, o governo estabeleceu vários locais com água potável, sabão e cloro.
Ontem, funcionários da força de segurança da ONU tiveram que disparar para o alto para deter haitianos que tentaram cruzar a fronteira para vender ou comprar produtos. A situação está controlada no momento.
Até agora, não foi registrado nenhum caso de cólera na República Dominicana.
Postar um comentário