domingo, 3 de outubro de 2010

Brasil entrega ao Haiti estudo para construção de hidrelétrica

Porto Príncipe, 29 set (EFE).- O ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, entregou hoje ao presidente do Haiti, René Préval, um estudo realizado e financiado pelo Brasil para a construção de uma hidrelétrica em Plateau Central, que poderia gerar até 32 megawatts.
A hidrelétrica terá um custo de US$ 190 milhões, dos quais o Brasil se comprometeu a financiar US$ 40 milhões através da Comissão Interina para a Reconstrução do Haiti (CIRH), criada após o terremoto que assolou o país em janeiro.
Amorim, que chegou hoje ao Haiti, ressaltou em um ato no Palácio Presidencial que "agora é preciso encontrar a outra parte que possa participar da realização do projeto".
O estudo, que Préval pediu há três anos ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva, custou US$ 2 milhões e foi realizado e financiado pelo Brasil.
O presidente haitiano anunciou que a iniciativa será apresentada "o mais rápido possível" ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), ao mesmo tempo que pediu a Amorim para transmitir seu agradecimento a Lula.
Também reconheceu que "é bom" ter estradas, mas que a construção de infraestruturas elétricas "é muito importante".
Expressou que o projeto permitirá, entre outras coisas, construir indústrias onde poderão ser fabricados diferentes produtos a partir de frutas.
Amorim também assinou hoje, em Porto Príncipe, com sua colega haitiana, Marie-Michèle Rey, um conjunto de dez acordos, entre eles, um relacionado a criação de um banco de leite materno na nação caribenha.
A chanceler haitiana disse que os acordos são "de uma grande importância para o Governo" de seu país porque "englobam questões fundamentais para o desenvolvimento do Haiti".
O ministro brasileiro destacou a importância da cooperação entre os países, e assinalou que os acordos terão "um impacto direto na vida das pessoas".
Postar um comentário